Buscar
  • Gabriela Lutibergue

“Aproveite que o bebê está dormindo”

Atualizado: Jul 13

Passei a madrugada inteira amamentando.

Para quem não sabe o que é isso, um pouco de palavra talvez ajude a compreender: acordei várias vezes entre o choro do bebê e o incômodo da sucção constante.


Senti fome, mas não tive forças para me levantar. O cansaço pesava o corpo e os olhos continuavam fechados, mesmo depois de tatear a garrafa de água sobre a cômoda.


O pai tentou assumir o controle da situação, mas tudo o que Victor queria era o peito materno.


Choro, choro e mais choro.


Eu precisava decidir: a sensação de ter a minha energia sugada ou brutalmente violentada pelo barulho desesperado de um menino de 9 meses.


Optei pela primeira, como se ela pudesse me dar algum alívio em relação a outra.


Acordei, preparei o café do bebê, dei banho no bebê, levei o bebê para passear, brinquei com o bebê, ensinei o bebê a andar, fiz o almoço do bebê, tentei colocar o bebê para dormir, dancei Sandy e Jr. para o bebê, deitei o bebê na cama...


Shhhh...


Ele dormiu.


”Aproveita para dormir também“ – disse meu marido, também cansado pelos deveres da casa.


Desliguei a luz, liguei o ar, peguei meu edredom favorito e fechei os olhos.


”Que dia! Meu Deus! Eu tomei banho? Ah, é! Tomei banho com Victor no braço. Amanhã, se der tempo, preciso estudar inglês... e quando vou terminar de ler Crime e Castigo, hein? Caramba! Eu bem que podia fazer as minhas coisas agora, né? Não! Hoje não! Estou muito cansada... Nossa! Meu corpo está trêmulo... preciso relaxar... Eita! Laércio vai fazer pizza para o jantar..queria estar lá fora com ele. Preciso dormir... É! Vou dormir. Se der tempo, mais tarde escrevo alguma coisa.” — eu penso, minutos antes do bebê acordar chorando.






17 visualizações

©2020 por Gabi Lutibergue. Orgulhosamente criado com Wix.com

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now